Câmara elege comissão especial do impeachment na quinta-feira, diz líder do PSDB

BRASÍLIA (Reuters) - Após mais um dia de turbulência no ambiente político em que o Supremo Tribunal Federal (STF) deu sua palavra final sobre o rito de impeachment, a Câmara dos Deputados dará andamento ao caso e deve eleger, na quinta-feira, os integrantes de comissão especial que analisará se abre o processo de impedimento de Dilma Rousseff, informou o líder do PSDB na Casa, deputado Antonio Imbassahy (BA).

“Até amanhã ao meio-dia os líderes indicam os membros, deputados que vão compor a comissão”, disse a jornalistas após reunião de líderes de bancada da Câmara.

“A partir das 12h, então, alcançando o quórum, já se faz a eleição dos membros da comissão. A sequência é a instalação da comissão para a eleição do presidente e do relator, é isso que ficou acertado”, explicou.

O STF decidiu nesta quarta-feira manter a decisão tomada em dezembro do ano passado, estabelecendo as regras definitivas para o rito do pedido de impeachment, possibilitando a imediata condução do processo na Câmara.

Além da definição do Supremo, o fim do dia foi chacoalhado pela divulgação de conversa telefônica com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em que ela afirma estar enviando um emissário para lhe entregar o termo de posse para que comande a Casa Civil.

No áudio, anexado a processo que corre na Justiça Federal do Paraná, Dilma diz a Lula que utilize o termo “em caso de necessidade”.

(Reportagem de Marcela Ayres e Maria Carolina Marcello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos