Trump vence na Flórida, Kasich leva Ohio e Rubio desiste da corrida

  • Por Steve Holland

Por Steve Holland

PALM BEACH, Flórida (Reuters) - O pré-candidato republicano Donald Trump venceu a prévia partidária crucial da Flórida na terça-feira, tirando o adversário Marco Rubio da corrida presidencial norte-americana, mas perdeu Ohio para John Kasich – um resultado que abre caminho para uma batalha longa e amarga rumo à indicação do Partido Republicano.

Favorito nas pesquisas de opinião, o empresário Trump, que esperava que vitórias nos cinco Estados que votaram no dia 15 de março encaminhassem sua indicação, agora irá disputá-la como Kasich, governador de Ohio, e Ted Cruz, senador conservador do Texas, o que pode deixar a escolha definitiva da legenda para a convenção em Cleveland em julho.

A vitória de Kasich em Ohio renovou as esperanças do establishment republicano, que luta para evitar que Trump conquiste os 1.237 delegados necessários para obter a indicação e para impedir sua oficialização como candidato do partido.

"Temos que unir nosso partido", discursou um Trump contido em Palm Beach, na Flórida, à medida que os resultados chegavam. O pré-candidato de 69 anos cumprimentou Rubio por sua campanha, sem mencionar Kasich ou Cruz.

No campo democrata, a ex-secretária de Estado Hillary Clinton, de 68 anos, venceu na Flórida, Ohio, Illinois e na Carolina do Norte, abrindo distância de seu rival Bernie Sanders, senador por Vermont, de 74 anos.

As conquistas de Hillary aumentaram o número de delegados a mais que ela tem em relação a Sanders e lhe deram uma vantagem quase insuperável, enterrando as lembranças de sua derrota surpreendente em Michigan na semana passada. As prévias partidárias no Missouri, também ocorridas na terça-feira, ainda não foram decididas.

Como fez após outras vitórias em primárias, na terça-feira Hillary contemplou um confronto com Trump na eleição presidencial do dia 8 de novembro.

"Não podemos perder o que tornou a América grande em primeiro lugar, e isso não diz respeito somente a Donald Trump", disse a ex-primeira-dama a seus apoiadores em West Palm Beach, na Flórida. "Não podemos falar só de desigualdade econômica, temos que incluir todas as formas de desigualdade e discriminação".

O triunfo de Kasich em casa, seu primeiro na corrida pela indicação, o transforma no candidato dos líderes republicanos temerosos de que a campanha histriônica de Trump irá causar derrotas para a legenda não somente na disputa presidencial, mas também em eleições estaduais e legislativas.

O fiasco em seu berço político foi um golpe para Rubio, de 44 anos, que chegou a ser uma estrela em ascensão na legenda e vinha congregando o establishment anti-Trump até sua campanha naufragar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos