Governo quer deputados do PSD e PTB para presidência e relatoria de comissão de impeachment

BRASÍLIA (Reuters) - O líder do governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), afirmou nesta quinta-feira que a base apresentará o nome do deputado Rogério Rosso (PSD-DF) para assumir a presidência da comissão que analisará o impeachment da presidente Dilma Rousseff, além de Jovair Arantes (PTB-GO) para relatoria.

"Essa foi uma construção fruto do amplo entendimento que nós fizemos com os partidos da base porque entendemos que integram dois partidos da base", afirmou a jornalistas.

"(Eles) não serão instrumentos de ninguém, mas serão instrumentos da estabilidade política, da construção de saídas para esse impasse que estamos vivendo", acrescentou Guimarães.

O líder do governo reiterou que há pressa em prosseguir com o andamento do processo e disse acreditar que a comissão não será "palco" para nenhum parlamentar.

"Essa crise política não interessa a ninguém. Portanto nós temos que resolver isso rápido e principalmente confiando que eles farão um bom trabalho à frente da comissão", acrescentou.

A apresentação dos nomes será feita às 19h, quando está marcada a instalação da comissão, bem como a escolha de seu presidente e relator.

Mais cedo nesta quinta, a Câmara aprovou a chapa única com 65 integrantes da comissão especial que analisará a abertura do impedimento, um dia após o Supremo Tribunal Federal (STF) dar sua posição definitiva sobre o rito do impedimento.

(Por Marcela Ayres e Maria Carolina Marcello; Edição de Raquel Stenzel)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos