Cruz ganha voto de Romney na batalha republicana para escolher candidato nos EUA

Por Andy Sullivan

WASHINGTON (Reuters) - O republicano Mitt Romney disse nesta sexta-feira que votaria no senador norte-americano Ted Cruz, do Texas, nas prévias presidenciais em Utah, mas o candidato a presidente do partido nas eleições de 2012 não chegou até o ponto de fazer um endosso oficial, no momento em que ele insiste para que os votantes não deixem o favorito Donald Trump ganhar a nomeação.

Numa mensagem no Facebook, Romney disse que o voto para Cruz nas prévias de Utah na terça-feira era a melhor maneira de evitar que Trump garanta a nomeação, dando assim aos opositores a chance de selecionar outro candidato na convenção republicana em julho.

"A única maneira pela qual nós podemos alcançar uma convenção aberta é o senador Cruz ser exitoso na maior quantidade possível de prévias restantes”, escreveu Romney.

Ele não fez elogios a Cruz, que apareceu como um preferido entre os conservadores mais ardentes do partido depois de desavenças com líderes partidários em Washington. Romney não disse se ele faria campanha com Cruz ou não.

Trump respondeu rapidamente.

"Mitt Romney é um homem confuso que não sabe de nada. Não me admira que ele tenha perdido!”, escreveu ele no Twitter.

A campanha de Cruz não reagiu imediatamente à notícia.

Romney tem sido um dos críticos mais proeminentes de Trump, o empresário e ex-apresentador de reality show que de forma surpreendente virou o líder da campanha para escolher o candidato republicano para as eleições presidenciais de 8 de novembro nos EUA. Romney, que perdeu para Barack Obama em 2012, chamou Trump de “fraude” e de um demagogo perigoso que perderia para Hillary Clinton, a favorita para levar a nomeação do Partido Democrata.

Hoje, há uma disputa entre trumpismo e republicanismo, escreveu Romney, acrescentando que Trump tem estimulado o racismo, a misoginia e a violência.

“Eu tenho repulsa por cada um e por todos eles”, escreveu.

Trump continua a conquistar vitórias nas primárias estaduais, ao mesmo tempo que os republicanos não têm sido capazes de se unir em apoio a Cruz ou ao governador de Ohio, John Kasich, o único outro candidato na disputa. Os que são contra Trump dizem que o melhor prognóstico neste momento é evitar que ele consiga os 1.237 delegados antes da convenção de Cleveland.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos