Sanders chama de "absurdo" sugerir que deveria deixar corrida democrata à Presidência

WASHINGTON (Reuters) - O pré-candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos Bernie Sanders, respondendo a relatos de que o presidente Barack Obama teria pedido aos democratas para fazerem campanha para Hillary Clinton como provável candidata, disse na quinta-feira que é "absurdo" sugerir sua saída da corrida eleitoral.

Segundo o New York Times, Obama disse reservadamente a um grupo de doadores democratas na semana passada que Sanders está perto do ponto em que sua campanha contra Hillary vai acabar, e que o partido deve em breve se reunir para apoiá-la.

Sanders, senador de Vermont e autoproclamado socialista, enquanto dizia que não queria comentar diretamente sobre os possíveis comentários de Obama, rejeitou a ideia de que sua campanha teria chegado ao fim e que deveria jogar a toalha.

"Quando somente metade da população norte-americana participou no processo político... acho que é absurdo qualquer pessoa sugerir que estas pessoas não têm o direito de votar", disse Sanders durante entrevista à MSNBC.

A Casa Branca informou na quinta-feira que Obama não indicou qual pré-candidato democrata ele prefere durante discurso aos doadores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos