Trump acusa "agitadores profissionais" por violência em seus comícios

Andy Sullivan

Em Washington

  • Mike Christy/Arizona Daily Star via AP

    Opositor à candidatura de Donald Trump é agredido por apoiador do pré-candidato durante discurso de campanha realizado por ele neste sábado (19) na cidade de Tucson, no Arizona

    Opositor à candidatura de Donald Trump é agredido por apoiador do pré-candidato durante discurso de campanha realizado por ele neste sábado (19) na cidade de Tucson, no Arizona

O candidato à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano Donald Trump afirmou que "agitadores profissionais" são os principais culpados pela violência em seus comícios, depois que imagens mostraram um manifestante sendo agredido e um outro aparentemente sendo agarrado pelo chefe de campanha de Trump.

Em entrevista ao programa da ABC "This Week" neste domingo (20), Trump defendeu seu chefe de campanha Corey Lewandowski e se recusou a condenar seus eleitores que atacaram manifestantes em um de seus comícios, cada vez mais caóticos. 

E também não voltou atrás na previsão alarmista que fez, de que haverá protestos e tumultos caso o Partido Republicano se recuse a lhe garantir a nomeação para as eleições de novembro mesmo sendo o mais popular candidato entre os eleitores republicanos.

Quadros importantes do partido estão abertamente tramando para impedir que Trump se torne o nomeado do partido porque o veem como insuficientemente conservador, e Trump deve se encontrar em privado com alguns dos líderes do partido em Washington na próxima segunda-feira, de acordo com o jornal The Washington Post.

"Eu não sei o que vai acontecer, mas eu te digo isso, você terá muita gente insatisfeita", disse ele em entrevista ao programa "The Week", prevendo a fúria dos eleitores na convenção nacional do partido em julho caso algum outro político fique com a nomeação. "Eu não quero ver protestos, eu não quero ver problemas. Mas estamos falando em milhões de pessoas."

Cenas de caos têm sido cada vez mais comuns nos comícios do bilionário empresário, com frequentes interrupções por manifestantes, muitos deles democratas, que afirmam que os comentários polêmicos de Trump sobre imigração e muçulmanos são perigosos.

O candidato de 69 anos já chegou a encorajar seus apoiadores a utilizarem violência em relação aos manifestantes adversários, e em ao menos uma ocasião ele disse que gostaria de dar um murro, ele mesmo, em um manifestante.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos