Possíveis destroços do voo MH370 chegam à Austrália para análise

Por Matt Siegel

SYDNEY (Reuters) - Destroços encontrados no início deste mês na costa sudeste da África que alguns acreditam pertencer a um avião desaparecido da Malaysia Airlines chegaram à Austrália para serem examinados, disseram autoridades nesta segunda-feira, dois anos após o sumiço da aeronave.

Um pedaço de metal branco de um metro de comprimento foi descoberto na costa de Moçambique neste mês por um aventureiro norte-americano que realizava uma busca independente pelo voo MH370. 

"Estes são itens de interesse, mas, por causa da análise rigorosa que precisa ser feita, não é possível especular quanto tempo pode levar para se chegar a quaisquer conclusões", disse Darren Chester, ministro australiano da Infraestrutura, em um comunicado.      

Dois destroços serão examinados por investigadores da Austrália e da Malásia, além de especialistas da Boeing , do Instituto de Geociência da Austrália e da Universidade Nacional da Austrália em Canberra, informou Chester.

O ministro dos Transportes malaio, Liow Tiong Lai, disse haver uma "grande possibilidade" de o pedaço de metal ser de um avião 777, o mesmo tipo de aeronave do voo MH370.

O avião desapareceu no dia 8 de março de 2014, com 239 passageiros e tripulantes a bordo, quando seguia de Kuala Lumpur para Pequim.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos