Trump promete laços fortes com Israel se for eleito presidente dos EUA

WASHINGTON (Reuters) - O pré-candidato republicano favorito à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, prometeu nesta segunda-feira buscar uma forte aliança dos EUA com Israel, se for eleito presidente em novembro, e disse que vai resistir a qualquer tentativa por parte da Organização das Nações Unidas de impor sua vontade sobre o Estado judeu.

Em um discurso ao Comitê Americano-Israelense de Assuntos Públicos, Trump disse que ficará ao lado de Israel, um aliado próximo dos EUA, em quaisquer negociações entre os israelenses e os palestinos.

"Os palestinos devem vir para a mesa sabendo que a ligação entre os Estados Unidos e Israel é inquebrável", disse ele.

"Eles devem vir para a mesa dispostos e capazes de encerrar o terror que está sendo cometido diariamente contra Israel e eles devem vir dispostos a aceitar que Israel é um Estado judeu e sempre vai existir como um Estado judeu", acrescentou Trump ao grupo de lobby pró-Israel.

Trump também questionou o papel da ONU no processo de paz, dizendo que qualquer tentativa do órgão internacional de impor um acordo no Oriente Médio seria um desastre.

Os comentários de Trump ocorrem após Hillary Clinton, pré-candidata democrata à Presidência, atacá-lo por mostrar uma postura neutra a respeito dos esforços de paz no conflito israelo-palestino.

Trump atraiu críticas recentemente por sua posição no tocante às negociações de paz no Oriente Médio. O bilionário de Nova York se descreveu como extremamente pró-Israel, mas disse que adotaria uma postura "neutra" na tentativa de negociar um acordo de paz entre Israel e os palestinos.

(Reportagem de Steve Holland)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos