França reforça segurança em fronteiras e transportes após ataques em Bruxelas, diz ministro

PARIS (Reuters) - A França decidiu utilizar um contingente adicional de 1.600 policiais para reforçar a segurança nas fronteiras e no transporte público, na sequência das explosões mortais em Bruxelas nesta terça-feira, disse o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve.

Na região da grande Paris, um adicional de 400 homens reforçaram a segurança, e patrulhas militares serão reorientadas para locais de transporte público, disse o ministro, após uma reunião de emergência com o presidente, François Hollande.

(Reportagem por James Regan)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos