Bélgica identifica agressores de ataques em Bruxelas, diz mídia

BRUXELAS (Reuters) - Os dois homens que se explodiram no aeroporto de Bruxelas na terça-feira eram irmãos conhecidos da polícia e um terceiro agressor, possivelmente preso nesta quarta-feira, de acordo com a mídia belga, é suspeito dos ataques de Paris, relatou a mídia belga nesta quarta-feira.

Os homens-bomba se chamavam Khalid e Brahim El Bakraoui e o terceiro homem era Najim Laachraoui.

Procuradores federais se negaram a comentar, mas disseram que iriam providenciar mais informações ao longo desta manhã.

O DNA de Laachraoui foi encontrado em casas usadas pelos agressores de Paris no ano passado, disseram procuradores na segunda-feira, acrescentando que ele viajou à Hungria em setembro com Salah Abdeslam, principal suspeito dos ataques de Paris.

Fotografado por câmeras de segurança no aeroporto de Bruxelas na manhã de terça-feira ao lado dos irmãos El Bakraoui, Laachraoui não detonou uma bomba. Uma bomba foi destruída em uma explosão controlada.

Khalid El Bakraoui, de 27 anos, alugou sob nome falso o apartamento na capital belga onde a polícia matou um homem armado durante operação na semana passada, relatou a rede RTBF.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos