Kremlin diz que envolvidos nas negociações de paz na Síria precisam ter paciência

MOSCOU (Reuters) - O porta-voz do Kremlin Dmitry Peskov disse nesta quarta-feira que já se esperava que as conversas de paz sobre o conflito na Síria, em andamento em Genebra, fossem longas e difíceis, e que é cedo demais para dizer que qualquer lado das negociações está ficando sem paciência.

Peskov respondia a uma pergunta da Reuters, que indagou se a Rússia vai incentivar a delegação do governo sírio na Suíça a se engajar nas negociações substantivas sobre uma transição política na Síria.

O porta-voz também disse que desconhece qualquer arranjo anterior entre o presidente russo, Vladimir Putin, e seu homólogo ucraniano, Petro Poroshenko, para entregar Nadezhda Savchenko a Kiev.

Um tribunal russo condenou, na terça-feira, Nadezhda a 22 anos de prisão por se envolver nas mortes de dois jornalistas russos durante combates no leste da Ucrânia, foco do movimento separatista pró-Moscou.

    (Por Dmitry Solovyov)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos