Irã pode adicionar oferta de 500 mil bpd de petróleo em um ano, diz IEA

PEQUIM (Reuters) - O Irã deverá adicionar 500 mil barris de oferta de barris diários de petróleo (bpd) em um ano por meio de seus campos existentes, após a retirada de sanções contra o país em janeiro, mas desenvolver novos campos levará algum tempo, disse um diretor da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) nesta quarta-feira.

O Irã, antes segundo maior exportador da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), precisará provar que as condições de investimento são lucrativas para os investidores internacionais e também que há previsibilidade nos mercados, disse à Reuters o diretor-executivo da IEA, Fatih Birol.

A estimativa de Birol para o crescimento da oferta dos campos existentes do Irã está em linha com previsões anteriores do mercado.

"Havia um erro em acreditar que haveria um grande volume de novo petróleo e gás iraniano entrando no mercado no curto prazo", disse Birol nos bastidores de evento em Pequim que comemorou o 20° aniversário de cooperação entre a China e a IEA.

"Levará algum tempo (para o Irã) em termos do desenvolvimento de novos campos de petróleo, encontrar rotas de transmissão e ter as condições de mercado necessárias", acrescentou.

Autoridades do Irã vinham mostrando esperanças de uma rápida retomada das vendas para clientes europeus, que respondiam por cerca de um terço das exportações do país, ou 800 mil barris por dia, antes de a União Europeia impor em 2012 sanções sobre Teerã devido a seu programa nuclear.

(Por David Stanway)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos