Crescimento da indústria da zona do euro continua fraco em março, aponta PMI

Por Jonathan Cable

LONDRES (Reuters) - As indústrias da zona do euro encerraram o primeiro trimestre ligeiramente melhor do que o projetado inicialmente mas o crescimento da atividade continua fraco apesar do mais forte corte de preços desde o final de 2009, mostrou nesta sexta-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

A pesquisa mostrou que a indústria ainda pesa sobre a economia, e que o crescimento permaneceu fraco na Alemanha, enquanto a atividade contraiu na França. Mas Espanha, Itália, Holanda, Áustria e em particular Irlanda apresentaram forte expansão.

"Os dados sugerem que a indústria cresceu apenas cerca de 0,2 por cento no primeiro trimestre", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

O PMI de indústria do Markit para a zona do euro subiu para 51,6 ante mínima em um ano registrada em fevereiro, de 51,2. O resultado foi ligeiramente melhor do que a preliminar de 51,4 e ficou acima da marca de 50 que separa crescimento de contração.

O subíndice de produção avançou para 53,1 ante 52,3, enquanto o de preço de produção ficou abaixo da preliminar de 47,4 ao alcançar 47,1, o mais baixo desde dezembro de 2009.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos