EUA realizam ataque aéreo na Somália contra líder do al Shabaab

WASHINGTON (Reuters) - Os militares dos Estados Unidos realizaram um ataque aéreo contra um importante líder do grupo militante al Shabaab, ligado à al Qaeda, na Somália, afirmou o Pentágono nesta sexta-feira.

Os resultados do ataque aéreo, que foi realizado na quinta-feira, ainda estavam sendo avaliados, disse.

O alvo da operação, Hassan Ali Dhoore, teve uma participação direta no ataque do al Shabaab em 2014, no Dia de Natal, contra o aeroporto de Mogadíscio, no qual um norte-americano, entre outros, morreu, e contra um hotel em Mogadíscio em 2015, ação que matou 15 pessoas, incluindo um somali-americano, afirmou o Pentágono.

"Remover Dhoore do campo de batalha seria um golpe significativo para o planejamento operacional do al Shabaab e para a sua capacidade de conduzir ataques contra o governo da Somália, seus cidadãos, parceiros dos EUA na região e contra norte-americanos no exterior”, afirmou o Pentágono num comunicado.

O ataque se deu semanas depois de os EUA atacarem um campo de treinamento do grupo na Somália, numa ação aérea que, segundo o Pentágono, matou mais de 150 combatentes.

O al Shabaab foi forçado a sair de Mogadíscio por tropas de paz da União Africana em 2011, mas continua como uma força na Somália, lançando ataques frequentes na tentativa de derrubar o governo apoiado pelo Ocidente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos