Ministro alemão diz que crise de migrantes pode ter atingido pico

BERLIM (Reuters) - Na véspera das primeiras expulsões de refugiados da Grécia para a Turquia, sob um acordo para diminuir o fluxo de migrantes para a Europa Ocidental, o ministro do Interior da Alemanha, Thomas de Maizière, expressou otimismo cauteloso de que a crise atingiu seu ponto mais alto.

"É com grande cautela que eu digo o auge da crise está atrás de nós", disse o ministro ao Tagesspiegel, neste domingo.

A chanceler Angela Merkel está sob pressão para diminuir o número de chegadas de migrantes, depois de 1,1 milhão de pessoas entraram na Alemanha no ano passado, alimentando temores sobre integração e custos.

O ministro disse que o número de migrantes que chegam à Alemanha a partir de Áustria --ponto de entrada principal para os refugiados-- tinha caído para cerca de 140 por dia em março, em comparação com milhares há apenas alguns meses atrás.

No entanto, isso é em grande parte devido ao controle reforçado na fronteira impostas pelos países ao longo da rota dos Balcãs, incluindo a Áustria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos