Inundações deixam ao menos 55 mortos no norte do Paquistão

Por Asad Hashim

ISLAMABAD (Reuters) - Inundações desencadeadas por fortes chuvas no Paquistão mataram pelo menos 55 pessoas, e equipes de resgate tentavam ajudar milhares de sobreviventes nesta segunda-feira, incluindo alguns que ficaram isolados após um deslizamento de terra em um vale montanhoso, disseram autoridades.

O sistema climático que causou as chuvas anormalmente intensas deve rumar para o nordeste, na direção do norte da Índia, embora tempestades mais isoladas sejam esperadas no norte do Paquistão, informou o Departamento de Meteorologia.

Yousuf Zia, agente de gerenciamento de desastres da província de Khyber Pakhtunkhwa, relatou que quase 150 casas foram destruídas e que tendas e cobertores estão sendo distribuídos entre os desabrigados.

"Há 30 pessoas ilhadas por um deslizamento de terra no Vale do Kohistan, para onde mandamos um helicóptero resgatá-las", disse Zia.

Quarenta e sete pessoas morreram e 37 ficaram feridas em Khyber Pakhtunkhwa, afirmou Zia, e oito perderam a vida na Caxemira, que é parcialmente administrada pelo Paquistão, disseram autoridades da região.

Os deslizamentos de terra causaram danos generalizados em ruas e na infraestrutura de comunicação no lado paquistanês da Caxemira, afirmaram.

Uma das áreas mais afetadas foi o Vale do Swat, a noroeste da capital, Islamabad, que teve 121 milímetros de chuva no domingo, segundo o Departamento de Meteorologia.

(Reportagem adicional de Jibran Ahmed em Peshawar, Abu Arqam Naqash em Muzaffarabad)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos