Não houve crime de responsabilidade na área fiscal, diz Barbosa

SÃO PAULO (Reuters) - O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, afirmou nesta quinta-feira que não houve crime de responsabilidade da presidente Dilma Rousseff para justificar eventual impeachment, referindo-se às pedaladas fiscais que embasam o pedido de afastamento que tramita na Câmara dos Deputados.

"Para mim está claro que não há crime de responsabilidade que justifique impeachment da presidente", afirmou o ministro a jornalistas ao participar de evento em São Paulo, acrescentando que o governo adotou todas as orientações do Tribunal de Contas da União (TCU).

"É perfeitamente normal aperfeiçoar a execução das políticas fiscais, acontece todos os dias. Mas é também adequado que esses aperfeiçoamentos ocorram para frente", disse ele.

Barbosa disse ainda que os principais problemas do país são internos, e ressaltou mais uma vez que é necessário consenso político para colocar a economia nos eixos novamente.

O ministro voltou a defender a necessidade de reformas estruturais, importantes para garantir a estabilização da economia mais a longo prazo.

(Reportagem de Erick Noin; Texto de Patrícia Duarte)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos