Rebeldes da Síria capturam maior parte de bastião do Estado Islâmico

AMÃ (Reuters) - Forças rebeldes da Síria capturaram nesta quinta-feira a maior parte de uma cidade próxima da fronteira turca que até então era um bastião do Estado Islâmico, informaram o Observatório Sírio dos Direitos Humanos e uma fonte rebelde.

O grupo de monitoramento disse que as facções que lutam sob a bandeira do Exército Livre da Síria, algumas das quais recebem armas da Turquia e outros apoiadores estrangeiros, tomaram a maior parte da cidade de Al-Rai, em Aleppo, província do norte do país.

Uma ofensiva rebelde persistente perto da divisa turca nesta semana, que lhes permitiu capturar uma série de vilarejos, enfraqueceu o último ponto de apoio do Estado Islâmico em uma área identificada pelos Estados Unidos como uma prioridade no combate aos extremistas.

Rebeldes que haviam lutado para obter vitórias sobre o Estado Islâmico na área e que nas últimas semanas vinham repelindo avanços de combatentes liderados por curdos mobilizaram vários milhares de combatentes para o ataque, disseram fontes rebeldes.

A aliança de grupos rebeldes formada para a ofensiva incluiu o Sultan Murad, que tem apoio turco, e o Failaq al Sham.

(Por Suleiman Al-Khalidi)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos