Embaixada dos EUA alerta turistas para "ameaças críveis" na Turquia

ISTAMBUL (Reuters) - Os Estados Unidos advertiram seus cidadãos neste sábado sobre "ameaças críveis" em áreas turísticas da Turquia, especialmente em Istambul e na costa sudoeste de Antalya.

Apenas neste ano, a Turquia já foi atingida por quatro atentados suicidas, sendo o mais recente no mês passado em Istambul. Dois deles foram atribuídos ao Estado Islâmico, enquanto a responsabilidade pelos outros dois foi reivindicada por militantes curdos.

No que chamaram de "mensagem de emergência", a embaixada dos EUA na Turquia pediu extrema cautela aos cidadãos norte-americanos.

"A Missão dos EUA na Turquia gostaria de informar aos cidadãos norte-americanos que existem ameaças críveis em zonas turísticas, especialmente em praças públicas e docas em Istambul e Antalya", diz o comunicado enviado por e-mail a cidadãos norte-americanos na Turquia.

O ataque do mês passado na principal zona comercial de Istambul matou três israelenses, dois deles possuíam também cidadania norte-americana, e um iraniano.

Outro ataque, realizado em janeiro no coração histórico da cidade, matou 12 turistas alemães.

A Turquia está enfrentando múltiplas ameaças de segurança. Integrante de uma coalização liderada pelos EUA, o país combate o Estado Islâmico nos vizinhos Síria e Iraque. Além disso, luta contra militantes curdos no sudeste do país, onde um cessar-fogo de 2 anos e meio entrou em colapso em julho do ano passado, desencadeando a pior onda de violência desde os anos 1990.

(Por Ayla Jean Yackley)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos