Polícia da Índia prende 5 pessoas após explosão em templo que deixou 108 mortos

THIRUVANANTHAPURAM, Índia (Reuters) - A polícia da Índia deteve cinco pessoas depois que uma exibição de fogos de artifício em um templo hindu desencadeou explosões e incêndios que mataram 108 pessoas, informou um policial nesta segunda-feira, em um dos piores acidentes ocorridos durante um festival religioso.

Milhares de pessoas estavam reunidas no domingo no templo localizado na cidade de Coulão, no Estado de Kerala, no sul indiano, para assistir o espetáculo pirotécnico que marca o início do ano hindu, quando faíscas acenderam fogos de artifício armazenados no interior das dependências do templo.

A administração do distrito afirmou não ter dado permissão para a exibição de fogos de artifício devido às queixas de barulho e poluição.

O policial Anantha Krishnan disse que as cinco pessoas colocadas sob custódia são funcionários de uma fábrica de fogos de artifício contratada para realizar o espetáculo no templo de Puttingal Devi.

O gerente da empresa ficou ferido e foi uma das 380 pessoas hospitalizadas em todo o Estado com queimaduras e ferimentos causados pelo concreto e pelos destroços lançados pela explosão.

A polícia não conseguiu localizar membros da administração do templo, disse Krishnan.

Nesta segunda-feira, familiares das vítimas procuravam pertences de seus entes queridos em meio aos sapatos, bolsas de mão e outros artigos espalhados em uma pilha de destroços e poças de sangue nas instalações do templo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos