Deputados que votaram contra impeachment em comissão são "heróis da democracia", diz Dilma

SÃO PAULO (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff usou seu perfil em uma rede social nesta terça-feira para agradecer os 27 deputados que votaram contra a abertura do pedido de impeachment contra ela na comissão especial da Câmara que analisou a admissibilidade do pedido de impedimento.

Em seu perfil no Twitter, a presidente classificou os 27 parlamentares de 11 partidos diferentes de "heróis da democracia" e afirmou que eles tiveram a coragem de se opor ao relatório do deputado Jovair Arantes (PTB-GO), favorável ao impeachment e classificado pela presidente como "instrumento de uma fraude".

"Gostaria de agradecer o inestimável e histórico apoio dos 27 deputados que votaram contra o relatório da comissão especial do impeachment", escreveu Dilma, para quem os deputados que votaram contra o governo "honraram a democracia e a Constituição" e tiveram "firmeza de atitude".

"Foram 41,5 por cento dos votos da comissão. Precisávamos de 33 por cento. No plenário buscaremos fazer ainda mais. Humildade e confiança que vamos em frente", acrescentou.

O raciocínio da presidente procura trazer para a comissão os requisitos necessários para que o impeachment seja aprovado na Câmara. Para isso acontecer são necessários 342 votos, o equivalente a dois terços dos 513 deputados. Mas na comissão a aprovação ou rejeição do parecer dependia apenas de maioria simples.

O relatório de Jovair foi aprovado por 38 votos a 27 e será votado no domingo no plenário da Câmara dos Deputados.

(Por Eduardo Simões)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos