Polícia espanhola prende suspeito de fornecer armas para ataque em supermercado de Paris

MADRI (Reuters) - A polícia espanhola prendeu um francês que supostamente forneceu as armas usadas por um militante islâmico para matar quatro pessoas em um supermercado kosher e uma policial em Paris em janeiro de 2015, informou o Ministério do Interior espanhol nesta quarta-feira.

Antoine Denive, de 26 anos, de Sainte Catherine, na França, foi preso na terça-feira em Rincón de la Victoria, cidade próxima a Málaga, informou o ministério espanhol em comunicado, acrescentando que a operação foi conjunta com a polícia francesa.

O atirador islâmico Amed Coulibaly matou uma policial em um subúrbio parisiense em 8 de janeiro e atacou o supermercado no dia seguinte. Ele foi morto a tiros pela polícia. Dois outros atiradores atiraram contra 12 pessoas dentro e próximo da redação do jornal Charlie Hebdo em Paris, em 7 de janeiro do ano passado.

Antes do ataque, Coulibaly passou um tempo na Espanha com sua esposa e uma terceira pessoa desconhecida, informou o Supremo Tribunal da Espanha no ano passado.

Denive fugiu da França semanas após o ataque em Paris, de acordo com comunicado, e estabeleceu para sim uma nova base em Málaga, onde continuou vendendo armas ilegais usando uma identidade falsa. O ministério não informou se Denive é suspeito de pertencer a alguma militância islâmica.

(Reportagem de Angus Berwick, Tomas Gonzalez e Silvio Castellanos)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos