AGU pede liminar ao STF para impedir votação de impeachment marcada para domingo

BRASÍLIA (Reuters) - A Advocacia-Geral da União pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que conceda uma liminar impedindo a Câmara dos Deputados de votar o pedido de abertura de processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff em sessão da Casa que está marcada para domingo.

Em mandado de segurança impetrado junto ao tribunal, a AGU também pede que toda a tramitação do pedido de instauração de procedimento de impedimento contra Dilma na Câmara seja anulada.

Se o Supremo não acolher esse pedido, a AGU pede, então, que seja anulado o parecer do deputado Jovair Arantes (PTB-GO), favorável ao impeachment, e a elaboração de novo relatório com reabertura do prazo de defesa da presidente.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu e Eduardo Simões; Edição de Raquel Stenzel)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos