Estado Islâmico avança até proximidade da fronteira turca e para o leste de Aleppo

BEIRUTE (Reuters) - O Estado Islâmico ocupou uma área de colinas ao sudeste da cidade síria de Aleppo, disseram monitores e o grupo militante nesta sexta-feira, e fez novos avanços perto da fronteira com a Turquia durante combates que a Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou terem obrigado os moradores das imediações a fugirem.

Os insurgentes islâmicos disseram em um comunicado que assumiram o controle de Dureihem e das colinas adjacentes, que ficam cerca de 65 quilômetros ao sudeste de Aleppo, uma área que dá vista para a cidade de

Khanaser, atualmente nas mãos do governo.

No final da quinta-feira a mídia estatal da Síria relatou que o Exército se envolveu em operações contra o Estado Islâmico perto de Khanaser, infligindo "baixas pesadas" a seus combatentes.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos afirmou que os confrontos nos arredores de Khanaser foram retomados e intensificados, parte de uma nova ofensiva da facção extremista, e que os militantes usaram um carro-bomba contra forças governamentais no final desta sexta-feira pelo horário local.

Os combates entre o Exército e o Estado Islâmico na área já vinham ocorrendo antes, já que o governo quer retomar o comando da região, disse o Observatório, que tem sede em Londres.

A ONU disse que, até quinta-feira, um ataque dos radicais islâmicos a áreas de fronteira nas mãos de grupos sírios rebeldes estava ameaçando um campo de desabrigados, fazendo com que mais de 20 mil deles fugissem para Azaz, cidade nas mãos da oposição ao governo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos