Escócia deveria ter novo referendo se forçada a deixar a EU, diz político

LONDRES (Reuters) - A Escócia deveria ter direito a um novo referendo sobre a independência caso o país seja retirado da União Europeia "contra a nossa vontade", disse neste domingo a líder do Partido Nacional Escocês (SNP), Nicola Sturgeon.

Diante de um novo referendo britânico sobre a União Europeia em 23 de junho, ela usou o manifesto de seu partido antes da eleição para o parlamento escocês no próximo mês para deixar claro que seu desejo de uma nova votação sobre a independência na Escócia.

Esse referendo deveria ser realizado, disse ela, "caso haja evidência clara e sustentada de que a independência tenha se tornado a opção da maioria do povo escocês".

"Ou caso haja uma mudança material e significativa sobre as circunstâncias que prevaleceram em 2014, como saída forçada a Escócia da UE", disse Nicola, líder do governo descentralizado da Escócia, em um comunicado.

(Reportagem de Elizabeth Piper)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos