Tentativas de suicídio aumentam crise em comunidade indígena canadense

TORONTO (Reuters) - Cinco crianças tentaram tirar suas próprias vidas na sexta-feira em uma comunidade indígena do Canadá, disse o chefe da comunidade, após outras tentativas de suicídio seguidas da declaração de estado de emergência devido às inúmeras recorrências de tal incidente.

O chefe Bruce Shisheesh da Primeira Nação Attawapiskat, de Ontário, confirmou a notícia por meio de uma conversa telefônica no sábado.

Ele disse que "algumas" pessoas tentaram tirar suas vidas na comunidade de 2 mil pessoas apenas alguns dias antes da ocorrência de sexta-feira, se recusando a especificar números.

Tais incidentes se somam a dezenas de adolescentes que tentaram o suicídio na segunda-feira.

Os atentados ocorreram após Attawapiskat declarar estado de emergência no sábado passado, em resposta à tentativa de suicídio de 11 de seus membros em um fim de semana e 28 em março.

Shisheesh se recusou a dar mais detalhes sobre os casos, pedindo privacidade.

No Canadá, 1,4 milhão de indígenas vivem sob elevado nível de pobreza e têm uma expectativa de vida mais baixa do que os demais canadenses.De acordo com a ministra da Saúde, Jane Philpott, as taxas de suicídio entre os jovens indígenas são cerca de 10 vezes maior do a população de jovens em geral.

Os governos regional e federal enviaram agentes de saúde para a comunidade em resposta ao estado de emergência. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos