Wagner diz que vitória de impeachment na Câmara é retrocesso e espera reverter no Senado

BRASÍLIA, (Reuters) - O ministro Jaques Wagner, chefe do gabinete pessoal da presidente Dilma Rousseff, disse neste domingo que a vitória do impeachment na Câmara dos Deputados é um retrocesso e disse ter confiança que os senadores rejeitarão o impedimento da presidente.

A Câmara já deu em votação iniciada no final desta tarde os 342 votos necessários para autorizar o Senado a instaurar o procedimento de impedimento contra a petista. Os senadores terão de decidir agora se referendam a decisão e afastam a presidente temporariamente.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos