Ajuda dos EUA ao Iraque pode incluir mais tropas, diz secretário de Defesa

BAGDÁ (Reuters) - O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Ashton Carter, foi ao Iraque nesta segunda-feira para debater a oferta de mais ajuda na luta contra o Estado Islâmico, o que pode incluir o envio de mais soldados norte-americanos, disseram autoridades.

Carter irá se encontrar com o primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, e com o ministro da Defesa, Khaled al-Obaidi, para discutir maneiras de capitalizar os avanços recentes sobre o grupo militante, que também controla boa parte do território da vizinha Síria, acrescentaram os funcionários dos EUA.

As autoridades não quiseram especificar que tipo de assistência será oferecida, mas disseram que provavelmente irá incluir o envio de mais soldados para o campo de batalha.

"Sempre que falamos de recursos adicionais, geralmente significa um pequeno contingente adicional de tropas", disse uma autoridade norte-americana antes da visita não anunciada.

Na semana passada, o Exército do Iraque, treinado por militares dos EUA e apoiado por ataques aéreos de uma coalizão liderada por Washington, retomou a região de Hit, levando a ofensiva mais para o norte ao longo do vale do rio Eufrates.

O governo iraquiano designou Mosul, a maior cidade do país ainda sob controle do Estado Islâmico, como seu próximo grande alvo, e reconquistou a cidade de Ramadi, no oeste, em dezembro.

"A luta do Iraque é a luta por Mosul. Mosul é a etapa final no Iraque", afirmou uma autoridade de Defesa dos EUA, falando sob condição de anonimato.

(Por Yeganeh Torbati)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos