PSDB deve apresentar agenda emergencial a Temer se impeachment passar, diz Aécio

SÃO PAULO (Reuters) - O PSDB deverá apresentar ao vice-presidente Michel Temer uma "agenda emergencial" caso o impeachment da presidente Dilma Rousseff seja aprovado no Senado, disse o presidente da legenda, o senador Aécio Neves (MG), em sua conta do Twitter, nesta segunda-feira.

Aécio, que foi derrotado por Dilma nas eleições de 2014, se reuniu nesta tarde com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para discutir a situação política brasileira, depois da aprovação na véspera da admissibilidade do processo de impeachment na Câmara dos Deputados.

O PSDB ainda não definiu formalmente se fará parte de um eventual governo Temer, mas as lideranças do partido têm indicado que os tucanos devem contribuir com um futuro governo.

O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) disse, após a votação da Câmara, que o PSDB tem "obrigação de ajudar a reconstruir o Brasil".

(Por Raquel Stenzel)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos