Produção de minério de ferro da Vale poderá cair em 2016

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A produção de minério de ferro da Vale em 2016 deverá ficar no limite inferior da faixa prevista para o ano, de 340 milhões a 350 milhões de toneladas, informou a companhia nesta quarta-feira, apontando uma possível queda ante o ano anterior, quando a empresa produziu 345,9 milhões de toneladas.

A previsão ocorre apesar da produção da empresa no primeiro trimestre ter sido recorde para o período, com alta de 0,2 por cento ante o período de janeiro a março de 2015, para 77,5 milhões de toneladas, incluindo a compra de terceiros e excluindo a produção atribuível à Samarco.

"A produção no primeiro trimestre de 2016 e o plano para o restante de 2016 indica uma produção anual no limite inferior da faixa do 'guidance' original de 340-350 milhões de toneladas para 2016", disse a empresa em seu boletim trimestral de produção, sem dar outros detalhes.

Segundo a companhia, a produção aumentou no Sistema Norte, compensando a interrupção de minério fornecido para a Samarco e o recuo da produção no Complexo de Mariana, em Minas Gerais, impactada pelo rompimento da barragem da Samarco.

A produção de níquel também atingiu recorde para um primeiro trimestre, a 73,5 mil toneladas, alta de 6,2 por cento ante o mesmo período do ano anterior, devido principalmente ao desempenho operacional de Sudbury (Canadá) e ao recorde de produção da Vale Nova Caledônia (VNC).

(Por Marta Nogueira)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos