STF adia decisão sobre nomeação de Lula na Casa Civil

BRASÍLIA (Reuters) - O Supremo Tribunal Federal (STF) adiou nesta quarta-feira o julgamento sobre dois mandados de segurança que questionam a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para comandar a Casa Civil da presidente Dilma Rousseff.

A Corte decidiu realizar os julgamentos dos dois mandados de segurança, um do PPS e outro do PSDB, juntamente com outras ações que também tratam do mesmo tema. Com isso, a nomeação do ex-presidente segue suspensa por decisão liminar do ministro Gilmar Mendes, relator dos dois mandados de segurança. Segundo o Tribunal não há nova data para o julgamento.

PPS e PSDB argumentam que Dilma praticou desvio de finalidade ao nomear Lula. O ex-presidente é investigado pela operação Lava Jato, que apura um esquema bilionário de corrupção na Petrobras, e sua ida ao ministério lhe daria prerrogativa de foro junto ao STF e o tiraria da alçada do juiz federal Sérgio Moro, que julga os processos da Lava Jato na primeira instância.

(Por Eduardo Simões, em São Paulo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos