Uruguai se diz preocupado com política brasileira e manifesta apoio a Dilma

MONTEVIDÉU (Reuters) - O governo do Uruguai está preocupado com o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff e expressou apoio à presidente, eleita "legítima e democraticamente", de acordo com um comunicado oficial divulgado nesta quarta-feira.

Após a aprovação pela Câmara dos Deputados, no domingo, do andamento do processo contra Dilma, acusada de ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal, o Senado se prepara para votar o processo, que pode afastar Dilma do cargo.

"O governo do Uruguai segue com preocupação os acontecimentos políticos na República Federativa do Brasil, os quais têm afetado a estabilidade política do país irmãos", informou o portal de Internet da Presidência.

"Podem determinar uma eventual suspensão do exercício da presidência da presidente Dilma Rousseff, legítima e democraticamente eleita pelo povo brasileiro", disse o comunicado, observando que o Uruguai respeita a não interferência nos assuntos internos de outros países.

O Uruguai tentou, sem sucesso, promover semanas atrás uma declaração de apoio conjunto da União das Nações Sul-Americanas (Unasul). A reunião de chefes de Estado prevista para sábado em Quito foi suspensa por falta de quórum e devido ao forte terremoto do fim de semana no Equador.

(Reportagem de Malena Castaldi)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos