Casa Branca está preocupada com movimentos militares da Rússia na Síria

Por John Irish e Rodi Disse

GENEBRA/QAMISHLI, Síria, 21 Abr (Reuters) - Os Estados Unidos disseram nesta quinta-feira que estão preocupados com relatos de que a Rússia está movendo mais equipamento militar para a Síria do presidente Bashar al-Assad, colocando uma frágil trégua sob ameaça e prejudicando negociações de paz.

Uma autoridade dos EUA disse separadamente que a Rússia tem reposicionado artilharia ao norte da Síria --um movimento que pode sugerir que o governo sírio e aliados estão preparando outro ataque na cidade dividida de Aleppo.

A chegada de reforços russos aumentaria o risco de ampliação da guerra, após o colapso efetivo da trégua e de negociações de paz conduzidas pelas Nações Unidas em Genebra que visavam acabar com os conflitos de cinco anos que já mataram ao menos 250 mil pessoas.

O Ministério da Defesa da Rússia não respondeu imediatamente a um pedido Reuters para comentar o assunto.

O enviado especial da ONU Staffan de Mistura avaliará na sexta-feira se as conversas de Genebra podem ir em frente com os principais negociadores se recusando a participar e combatentes acusando-se mutuamente de violar as seis semanas cessar-fogo.

As negociações visam interromper um conflito que permitiu a ascensão do grupo Estado Islâmico, sugando poderes regionais e dando origem a pior crise de refugiados do mundo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos