Sérvia protesta contra comentários de ministro croata sobre crimes de guerra

BELGRADO (Reuters) - A Sérvia apresentou um protesto diplomático depois de o ministro do Exterior da Croácia ter dito, segundo citação, de que era "uma perversão histórica" Belgrado reclamar o direito de julgar crimes de guerra cometidos em qualquer lugar da ex-Iugoslávia na década de 1990.

A Croácia, que travou uma guerra entre 1991 e 1995 contra rebeldes sérvios apoiados por Belgrado para conseguir a sua independência da Iugoslávia, quer que a Sérvia abandone a sua reivindicação, formalizada numa lei de 2003, pela jurisdição sobre crimes de guerra cometidos em todo o território da ex-Iugoslávia.

"O país no qual foram feitos planos para a guerra dos anos 1990 não pode ser o juiz ou o policial dos crimes de guerra em todos os países da ex-Iugoslávia, incluindo a Croácia", disse o ministro do Exterior croata, Miro Kovac, numa entrevista na semana passada num jornal local. "Isso é absurdo, uma perversão histórica de certa maneira, e impede cooperação de boa vizinhança", declarou Kovac.

O Ministério do Exterior da Sérvia chamou o embaixador croata nesta quinta-feira para entregar uma nota de protesto contra os comentários de Kovac, "nos quais ele ofende e desvaloriza a Sérvia", disse o ministério.

"O ministério acha que abster-se desses comentários no futuro contribuiria para melhores relações bilaterais e de vizinhança", afirmou num comunicado.

(Reportagem de Ivana Sekularac em Belgrado e Igor Ilic em Zagreb)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos