Eleição em Guiné Equatorial deve estender mandato de 37 anos de presidente

DAKAR (Reuters) - O presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, deve estender seu governo de 37 anos após as eleições neste domingo que ele diz que vão lhe dar mais de 90 por cento dos votos.

Obiang, o líder mais antigo da África, tem governado a ex-colônia espanhola desde 1979, quando derrubou seu tio em um golpe militar.

Oponentes dizem que as eleições no pequeno produtor de petróleo do oeste africano têm sido constantemente manipuladas e alguns pediram um boicote.

A votação foi em frente pacificamente e sem incidentes neste domingo, disseram observadores, embora em algumas regiões pareça ter havido comparecimento baixo.

(Por Edward McAllister)

Receba notícias do UOL. É grátis!

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos