Ataque com carro-bomba perto de Damasco mata pelo menos 6, diz Estado Islâmico

BEIRUTE (Reuters) - Um ataque com um carro-bomba num distrito ao sul de Damasco matou pelo menos seis pessoas e possivelmente muitas outras nesta segunda-feira, de acordo com militantes do Estado Islâmico que assumiram a responsabilidade pela ação.

O ataque do grupo extremista sunita perto de um posto de controle militar sírio matou ou feriu 48 pessoas, segundo uma agência de notícias próxima aos militantes.

A TV Al Manar do grupo libanês Hezbollah relatou que a explosão havia sido num posto de controle militar e que oito morreram.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, com base no Reino Unido, também disse que oito pessoas foram mortas e declarou que esse número deveria aumentar por conta da quantidade de pessoas com ferimentos graves.

A imprensa estatal declarou que o ataque foi na região de Sayeda Zeinab, onde fica o mais sagrado templo xiita da Síria. A área já foi atingida por dois ataques a bomba neste ano.

Explosões múltiplas em fevereiro mataram várias pessoas em um dos piores ataques na região nos cinco anos de conflito sírio. Um atentado suicida do Estado Islâmico no local menos de um mês antes havia matado 70 pessoas.

Bashar Ja’afari, negociador do governo sírio, disse sobre a explosão desta segunda-feira, “que quatro terroristas” foram responsáveis, atingiram um hospital, matando alguns pacientes retirados na semana passada de duas cidades cercadas por rebeldes na província de Idlib, no noroeste do país.

(Reportagem de John Davison, Tom Perry e Suleiman al-Khalidi)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos