Brasil registra mais de 91 mil casos prováveis de Zika vírus

SÃO PAULO (Reuters) - O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira o primeiro boletim com dados registrados do Zika vírus no país e apontou 91.387 casos prováveis da doença, de fevereiro até 2 de abril, enquanto os casos confirmados de microcefalia chegaram a 1.198.

"A taxa de incidência, que considera a proporção de casos, é de 44,7 casos para cada 100 mil habitantes", informou em comunicado o ministério, que tornou compulsória a notificação dos casos de Zika em fevereiro deste ano.

A região Sudeste teve 35.505 casos prováveis da doença, seguida das regiões Nordeste (30.286), Centro-Oeste (17.504), Norte (6.295) e Sul (1.797), de acordo com a pasta.

O Zika vírus, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, que também é o vetor da dengue e da febre chikungunya, foi declarado uma emergência global de saúde pública pela Organização Mundial da Saúde (OMS) devido às suspeitas de ligação da infecção do vírus em grávidas com a microcefalia em recém-nascidos.

Até 2 de abril, foram registrados no Brasil 7.584 gestantes com casos suspeitos da doença, sendo que 2.844 foram confirmados.

“Ainda não é possível se ter ideia da proporção de gestantes, infectadas pelo vírus Zika, que terão bebês com microcefalia. Até o momento, o maior número desses casos foi em mulheres que tiveram a doença no primeiro trimestre de gestação”, disse o diretor de vigilância das doenças transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, em entrevista nesta terça.

Segundo novo boletim divulgado pelo ministério nesta terça-feira, o país registrou 1.198 casos confirmados de microcefalia até 23 de abril e outros 3.710 estão em fase de investigação.

Na semana passada, o país tinha informado 1.168 casos confirmados de microcefalia desde o início das investigações, em outubro de 2015, sendo que 3.741 permaneciam sendo investigados.

(Por Tatiana Ramil)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos