Dilma diz que Cunha é "pecado original" de processo de impeachment

(Reuters) - A presidente Dilma Rousseff disse nesta quarta-feira que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é o "pecado original" do processo de impeachment contra ela e voltou a dizer que lutará até o fim para evitar sua destituição da Presidência.

Em discurso na cerimônia de abertura da Conferência Nacional de Direitos Humanos, em Brasília, Dilma reafirmou que o pedido de impedimento contra ela, que agora está no Senado, é um "golpe" e classificou ainda a tentativa de tirá-la do cargo como um processo de eleição indireta "falsificado de impeachment".

(Por Eduardo Simões, em São Paulo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos