BC do Japão mantém política monetária e adota esquema de empréstimo para áreas de terremoto

TÓQUIO (Reuters) - O banco central do Japão decidiu não expandir o estímulo monetário nesta quinta-feira, mesmo com os obstáculos globais, o iene forte e a fraqueza do consumo ameaçando afetar a frágil recuperação econômica.

O Banco do Japão manteve sua promessa de elevar a base monetária, ou dinheiro e depósitos em circulação, a um ritmo anual de 80 trilhões de ienes (730 bilhões de dólares).

Também deixou inalterada a taxa de juros a -0,1 por cento que aplica a algumas reservas em excesso que instituições financeiras deixam no banco central.

O banco central ainda decidiu adotar um programa de oferta de empréstimo de 300 bilhões de ienes (2,75 bilhões de dólares) para ajudar bancos a operarem em áreas afetadas pelo terremoto deste ano no sul do Japão.

(Reportagem de Leika Kihara, Stanley White, Tetsushi Kajimoto e Minami Funakoshi)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos