Exército turco mata 11 militantes do Estado Islâmico na Síria, dizem fontes

ANCARA (Reuters) - O exército da Turquia respondeu a disparos feitos por membros do Estado Islâmico no norte da Síria nesta quinta-feira, matando 11 militantes, disseram fontes militares.

O exército revidou os disparos após sua artilharia próxima à cidade fronteiriça de Karkamis ser atingida por morteiros, disseram as fontes. Sete militantes que atiraram morteiros foram mortos e quatro outros foram mortos em um veículo, disseram as fontes.

Karkamis fica na fronteira com a cidade síria de Jarablus, controlada pelo Estado Islâmico. A cidade também fica a cerca de 100 quilômetros de Kilis, que foi frequentemente atingida por foguetes do Estado Islâmico nos meses recentes, matando civis.

A Turquia repetidamente revidou contra posições do Estado Islâmico em sua fronteira com a Síria, mas informou que precisa de maior apoio de aliados do Ocidente, destacando a dificuldade de atingir alvos em movimento com morteiros.

O ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, foi citado como tendo dito nesta semana que os Estados Unidos iriam implantar um sistema de lançamento de foguetes próximo à faixa de fronteira que foi atacada.

(Reportagem de Tulay Karadeniz)

Receba notícias do UOL. É grátis!

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos