Republicanos minimizam protestos em passagem de Trump pela Califórnia

Por Doina Chiacu e Emily Stephenson

WASHINGTON (Reuters) - O diretor para a Califórnia do Partido Republicano dos Estados Unidos minimizou nesta sexta-feira manifestações caóticas que ocorreram após a passagem do pré-candidato Donald Trump, dizendo que protestos são típicos para a política do Estado.

Cerca de 20 pessoas foram presas na noite de quinta-feira em Costa Mesa, Califórnia, onde o principal pré-candidato republicano realizou discurso. A mídia local relatou que manifestantes quebraram a janela de um carro policial e bloquearam o trânsito.

"Se você é um republicano concorrendo à Presidência na Califórnia e não é alvo de manifestação, você está fazendo as coisas bem, bem errado", disse nesta sexta-feira o diretor do Partido Republicano da Califórnia, Jim Brulte, à CNN. "Todo presidente que realizei campanhas aqui na Califórnia sofreu manifestações".

Manifestações se tornaram comuns do lado de fora dos comícios do bilionário de Nova York nos meses recentes. Sua campanha teve que desmarcar um evento de campanha em Chicago no mês passado após confrontos entre apoiadores e manifestantes.

Trump visitou a Califórnia na quinta-feira, antes da primária de 7 de junho, e irá falar nesta sexta-feira na convenção republicana da Califórnia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos