Céleres reduz em 10% estimativa da 2ª safra de milho do Brasil por seca

SÃO PAULO (Reuters) - A segunda safra de milho do Brasil na temporada 2015/16 foi estimada nesta segunda-feira em 52,8 milhões de toneladas, queda de 10 por cento na comparação com a previsão divulgada em abril, devido à seca e ao calor intenso registrados principalmente no Centro-Oeste do país, de acordo com relatório da consultoria Céleres.

Com isso, a safra que está no campo deverá registrar uma queda de 4,6 por cento na comparação à temporada passada.

A consultoria, que reduziu sua projeção da segunda safra, assim como outras empresas de análises do setor após a seca em abril, aponta agora uma safra total do Brasil de 81,5 milhões de toneladas, ante 87,5 milhões na projeção anterior.

"No que se refere à produtividade, as observações a campo indicam que já existem perdas irrecuperáveis devido à forte estiagem de abril/16, na qual importantes regiões produtoras ficaram cerca de 20 dias sem chuvas, sobretudo em Goiás e Mato Grosso", afirmou a Céleres.

A consultoria disse ainda que "há que se considerar que a frustração nas lavouras de milho poderá ser maior, uma vez que parte dessas ainda está em estágio de floração e enchimento de grãos, o que nos leva a crer que possíveis chuvas em maio/16 sejam determinantes para o efetivo potencial produtivo da safra de inverno".

Portanto, acrescentou, a Céleres "coloca a projeção com viés negativo, sendo possíveis novos cortes na produção, a depender dos níveis pluviométricos observados no decorrer de maio/16".

CONSUMO E EXPORTAÇÃO

Em função dos altos preços do milho em todo o primeiro semestre e da manutenção dessas cotações no restante do ano, a expectativa é de que o consumo do cereal destinado à alimentação animal seja de 48,8 milhões de toneladas, disse a Céleres, apontando recuo de 4 por cento em relação à estimativa passada e de 2 por cento na comparação com a safra anterior.

A projeção de exportações do Brasil, o segundo exportador global, também foi levemente reduzida devido à menor produção do cereal, para 27,5 milhões de toneladas em 2015/16.

(Por Roberto Samora)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos