Dezenas de militantes curdos morrem em ataques aéreos e confrontos, diz Exército turco

ANCARA (Reuters) - Ao menos 42 militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) foram mortos em ataques aéreos e confrontos na segunda e terça-feira e três soldados morreram, informou o Exército da Turquia nesta terça-feira.

De acordo com o Exército, aviões de guerra turcos atingiram no domingo cavernas e posições armadas do PKK nas montanhas Qandil, no norte do Iraque, onde possui liderança, matando 18 militantes.

Também informou que um soldado e cinco militantes foram mortos nesta terça em confrontos em uma área rural em Cukurca, na província de Hakkari, que fica na fronteira com Irã e Iraque.

Em operações na segunda-feira, seis militantes do PKK foram mortos em Nusaybin, próximo a fronteira com a Síria, sete na cidade de Sirnak e um em Cukurca, de acordo com comunicado do Exército.

Na segunda-feira, militantes do PKK armados com lança-foguetes e rifles atacaram um posto militar no distrito de Semdinli, na província de Hakkari, gerando um confronto no qual dois soldados turcos e cinco militantes do PKK foram mortos, informou o Exército.

Milhares de militantes e centenas de membros das forças de segurança e civis foram mortos desde a volta do conflito entre o PKK e a Turquia em julho, após pouco mais de dois anos de cessar-fogo.

(Reportagem de Tulay Karadeniz, Daren Butler, Humeyra Pamuk)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos