Cardozo reitera no Senado que impeachment só avançou por desvio de poder de Cunha

BRASÍLIA (Reuters) - O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, afirmou nesta quinta-feira em pronunciamento na comissão especial do impeachment no Senado que o pedido de impedimento da presidente Dilma Rousseff só avançou no Congresso por um "desvio de poder" do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Para Cardozo, se alguém tinha dúvidas sobre desvio de poder de Cunha, não tem mais, referindo-se à decisão liminar desta quinta-feira do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), de suspender o mandato do deputado. O advogado-geral reiterou que não existe ato para configurar crime de responsabilidade de Dilma.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos