Plenário do STF inicia análise de liminar que suspende mandato do Cunha

BRASÍLIA (Reuters) - O pleno do Supremo Tribunal Federal (STF) iniciou a análise da liminar concedida pelo ministro da corte Teori Zavascki mais cedo nesta quinta-feira suspendendo o mandato de deputado do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a pedido da Procuradoria-Geral da República.

Em sua decisão, que agora será analisada pelos outros ministros do Supremo, Teori afirmou que o afastamento de Cunha se faz necessário para neutralizar riscos apontados pela PGR de interferência de Cunha em investigações contra ele.

O deputado é réu no STF pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro sob acusação de integrar o esquema de corrupção na Petrobras investigado pela operação Lava Jato. Cunha é acusado de ter recebido ao menos 5 milhões de dólares de propina.

(Reportagem de Leonardo Goy)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos