TSE rejeita recursos de Dilma em ações que questionam chapa vencedora das eleições de 2014

BRASÍLIA (Reuters) - O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não aceitou, em decisão unânime tomada nesta quinta-feira, recurso apresentado pela presidente Dilma Rousseff contra ação que aponta suposto abuso de poder político e econômico da chapa vencedora das eleições de 2014, que inclui o vice-presidente Michel Temer.

A ação foi ajuizada pelo PSDB e pela Coligação Muda Brasil, que tinha o senador Aécio Neves (PSDB-MG) como candidato ao cargo máximo do Executivo.

Na mesma sessão, os ministros da corte também negaram outro recurso apresentado pela presidente, desta vez em referência à Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) nº 194358, sobre o mesmo tema.

Durante a sessão, ministros criticaram o volume de recursos apresentados pelas partes.

"Não cabem esses agravos. É o caso de não conhecimento. Se nós formos julgar agravo de cada decisão, não há julgamento definitivo do mérito", afirmou o presidente do TSE, ministro José Dias Toffoli.

A relatora das ações, ministra Maria Thereza de Assis Moura, disse que o processo não está parado. "O problema é o volume de petições que tenho recebido de ambas as partes. Se houver algo de relevante certamente será trazido ao colegiado”, afirmou.

(Por Marcela Ayres)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos