Autoridades no Canadá têm primeira visão de cidade destruída por incêndio

De Fort McMurray (Canadá)

  • Chris Wattie/Reuters

    Resquícios de casa em Fort McMurray, centro do incêndio inicial que atinge o Canadá. Segundo autoridades, 80% das casas do bairro de Beacon Hill foram destruídas, e os restos escurecidos e derretidos de carros continuavam nas vias.

    Resquícios de casa em Fort McMurray, centro do incêndio inicial que atinge o Canadá. Segundo autoridades, 80% das casas do bairro de Beacon Hill foram destruídas, e os restos escurecidos e derretidos de carros continuavam nas vias.

Autoridades canadenses tiveram nesta segunda-feira a primeira visão da cidade de Fort McMurray, local que é centro de areias petrolíferas, desde o início do incêndio na região e viram uma quantidade 'desoladora' de casas destruídas, mas um centro da cidade intacto na sua maior parte.

O fogo que assola cerca de 161 mil hectares de Alberta se distanciou o suficiente da cidade de 88 mil habitantes, agora esvaziada, para permitir que uma delegação oficial, liderada pela premiê da província, Rachel Notley, visitasse o local.

"Grandes danos residenciais. Não consegui checar as ruas não afetadas. Grandes porções destruídas?, disse o vereador Tyran Ault via Twitter, acrescentando que a área de Beacon Hill estava em condição "desoladora".

Outras partes da cidade estavam em situação melhor, acrescentou ele, dizendo que "o centro parece ótimo. Negócios não afetados! O hospital também. Árvores queimadas e fumaça visíveis ao longo do (rio) Clearwater, no entanto."

Jornalistas na delegação viram os destroços queimados de Beacon Hill, onde cerca de 80 por cento das casas foram destruídas, e os restos escurecidos e derretidos de carros continuavam nas vias.

Ainda assim, Darby Allen, dos bombeiros, disse à imprensa que 85 por cento das construções em Fort McMurray haviam resistido.

A avaliação se deu poucas horas depois de especialistas em seguros terem jogado bastante para baixo as suas estimativas sobre o custo dos danos com o incêndio iniciado em 1° de maio.

A Intact Financial, principal seguradora no setor de propriedades e vítimas do Canadá, espera sofrer perdas de 100 milhões a 123 milhões de dólares com o incêndio. A empresa usou imagem de satélite e tecnologia de geocodificação para ver se construções haviam tido destruição total ou parcial.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos