Dólar sobe 0,63% ante real diante de surpresas com impeachment, bem longe da máxima

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em alta nesta segunda-feira, após o presidente em exercício da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), suspender o impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, mas bem longe das máximas do dia após o Senado manter a tramitação do processo na Casa.

O dólar já subia antes da notícia, acompanhando o exterior em meio a receios com a desaceleração da economia chinesa. Mais uma vez, o Banco Central não anunciou intervenção no mercado de câmbio.

O dólar avançou 0,63 por cento, a 3,5249 reais na venda, após chegar a 3,6767 reais na máxima desta sessão, em alta de quase 5 por cento. O dólar futuro avançava cerca de 0,6 por cento no fim da tarde.

(Por Flavia Bohone)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos