Ministro do Irã nega teste recente de míssil balístico de alcance médio

DUBAI (Reuters) - O ministro da Defesa do Irã negou nesta segunda-feira que a Guarda Revolucionária tenha testado recentemente um míssil balístico de alcance médio, mas reiterou que Teerã não parou de fortalecer o que insiste em chamar de um arsenal puramente defensivo.

Mais cedo a agência de notícias Tasnim citou o general de brigada Ali Abdollahi, que teria dito que o Irã testou um míssil teleguiado de alta precisão com um alcance de 2 mil quilômetros com sucesso duas semanas atrás.

República Islâmica passou o último ano trabalhando para aprimorar o alcance e a precisão de seus mísseis, o que afirma que irá torná-los uma força dissuasiva mais potente, mesmo com ogivas convencionais, contra seu inimigo Israel.

"Não fizemos testes com um míssil com o alcance que a mídia relatou", disse o ministro, Hossein Dehghan, segundo a agência estatal de notícias Irna.

Os Estados Unidos e algumas potências europeias disseram que outros testes recentes violam uma resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) que proíbe o Irã de disparar qualquer míssil capaz de portar uma ogiva nuclear. Teerã afirma que seus mísseis não são concebidos para levar ogivas nucleares, que o país persa não possui.

(Por Bozorgmehr Sharafedin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos