Segunda maior do comércio eletrônico da China tem alta de 47% na receita, prejuízo sobe

SÃO PAULO (Reuters) - A JD.com, segunda maior empresa de comércio eletrônico da China, teve alta de 47 por cento na receita do primeiro trimestre sobre um ano antes, mas o prejuízo subiu 28 por cento no período, divulgou a companhia nesta segunda-feira.

A empresa informou que a receita líquida subiu para 53,97 bilhões de iuans no primeiro trimestre, ante 36,64 bilhões registrados um ano antes.

A JD.com, principal rival da Alibaba, também informou que a receita para o segundo trimestre ficará entre 64,2 bilhões e 66,2 bilhões de iuans (9,86 bilhões e 10,17 bilhões de dólares), uma taxa de crescimento de 40 a 44 por cento.

A quantidade de produtos transacionados nas plataformas da JD.com subiu 55 por cento, para 129,3 bilhões de iuans.

O prejuízo líquido atribuível aos acionistas, porém, cresceu de 710,2 milhões para 909,8 milhões e iuans.

Os executivos da companhia têm afirmado que a desaceleração do crescimento da China é uma preocupação potencial para a empresa, especialmente se o consumo na maior economia do mundo for impactado. O crescimento do PIB da China no primeiro trimestre foi de 6,7 por cento, o menor desde a crise financeira internacional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos